Apenas metade das unidades de saúde da Baixada Fluminense funciona plenamente

BAIXADA FLUMINENSE -  Conseguir atendimento em unidades de saúde da Baixada Fluminense está cada vez mais difícil. Dos 26 locais própri...


BAIXADA FLUMINENSE - Conseguir atendimento em unidades de saúde da Baixada Fluminense está cada vez mais difícil. Dos 26 locais próprios para prestar serviços de emergência, metade estão fechados ou funcionando apenas parcialmente. Em um levantamento ao qual o RJTV teve acesso, as causas para essa crise na saúde da Baixada são detalhadas.

Do total de unidades, três são em Belford Roxo, três em Nilópolis, duas em Duque de Caxias, duas em Itaguaí e uma em cada um dos seguintes municípios: São João de Meriti, Queimados e Mesquita. Conforme mostrou o RJTV, nesses locais muitas pessoas acabam procurando os poucos hospitais de de grande porte da região, que ficam sobrecarregados.

A peregrinação por unidades é uma realidade para a população da Baixada. Em Belford Roxo, o Hospital do Joca é a única unidade de saúde que ainda tem o serviço de emergência. Ainda assim, o atendimento é precário, só feito a pacientes que estão em estado muito grave. O restante precisa buscar outros locais.

Já em Nilópolis, o Hospital Estadual Melchiades Calazans, que já fez cirurgias e atendimento clínico a pacientes, está fechado para obras desde dezembro. A Secretaria de Estado de Saúde diz que a unidade será transformada num centro de ortopedia para idosos.

Panorama diferente em Caxias, onde o CRAS de Saracuruna funciona, mas faltam profissionais para atender às consultas marcadas. O secretário de saúde do município justifica afirmando que parte dos servidores que deveriam atender no hospital está com os salários atrasados e, por isso, está em greve.

De acordo com o Consórcio Intermunicipal de Saúde, na Baixada existem apenas três hospitais de grande porte para atender quase 4 milhões de pessoas. São eles o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu; o Moacyr do Carmi e o Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias.

Via G1
Reações: 

Poderá gostar também de

Saúde 5449889696830832945

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Rede Social

.

.

Popular

Recente

Comentários

Facebook

Google+

Receba matérias no seu e-mail

Arquivo do site

item