FIRJAN pede apoio aos prefeitos da Baixada Fluminense para a retomada do desenvolvimento econômico da região

NOVA IGUAÇU -  Empresários do Sistema FIRJAN se reuniram nesta quarta-feira, dia 22, com dois prefeitos da Baixada Fluminense, Rogério ...


NOVA IGUAÇU - Empresários do Sistema FIRJAN se reuniram nesta quarta-feira, dia 22, com dois prefeitos da Baixada Fluminense, Rogério Lisboa, de Nova Iguaçu, e Carlos Vilela, de Queimados, para debater os desafios para o desenvolvimento da região. O presidente da Representação Regional Baixada Fluminense Área I, Carlos Erane de Aguiar, pediu ajuda aos prefeitos, à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e à Associação Comercial e Industrial de Nova Iguaçu (Acini) para demandar ao governo do Estado pleitos como combate ao Roubo de Cargas, uma das questões mais críticas para os empresários da região, que vêm sofrendo grandes prejuízos. De acordo com o estudo “O impacto econômico do roubo de cargas no estado do Rio de Janeiro”, divulgado pelo Sistema FIRJAN nos últimos dias, o estado do Rioregistrou 9.862 casos de roubo de cargas em 2016, o terceiro recorde consecutivo em 25 anos, e o prejuízo chegou a R$ 619 milhões.

Ainda de acordo com o estudo da Federação, o avanço dos casos de roubo de cargas foi mais acentuado na Baixada Fluminense, na Capital e no Noroeste. Carlos Erane reforçou que o policiamento é essencial para coibir o roubo de cargas. “Para atrair investimentos, uma região precisa oferecer infraestrutura adequada, mão de obra com boa formação educacional, comércio dinâmico, boa estrutura de saúde, serviços diversificados e opções de lazer. Porém, nenhum desses fatores ocorre quando não há segurança. É preciso melhorar com urgência o policiamento no estado do Rio de Janeiro”, ressaltou Erane.

O presidente da FIRJAN na Baixada Área I destacou que o objetivo do encontro foi reunir autoridades para debater estratégias de atuação que coíbam a violência, problema que afeta a retomada do desenvolvimento do setor industrial e, consequentemente, do crescimento econômico da região. Vicente Loureiro, diretor executivo da Câmara Metropolitana de Integração Governamental, também participou da discussão.

Os empresários ainda debateram a segurança e a iluminação do Arco Metropolitano, a duplicação da Serra das Araras, em Barra do Piraí, que reflete no trânsito da região, a concessão da Rodovia Presidente Dutra e o recuo para um ponto de ônibus em Morro Agudo, através do apoio da Super Via, com uma parte do terreno, o que ajudará na fluidez do trânsito. Esses são alguns dos principais pleitos do Mapa do Desenvolvimento do Estado do Rio de Janeiro, lançado pelo Sistema FIRJAN em maio de 2016, com propostas dos empresários para promover o desenvolvimento da região e melhorar o ambiente de negócios.

Os políticos também assistiram à apresentação da pesquisa do Sistema FIRJAN – Retratos Regionais, com o perfil econômico dos municípios e o Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM), apresentada pelo especialista da Gerência de Estudos Econômicos da Federação William Figueiredo.

O diretor da CCR Nova Dutra, João Marques, convidou José Roberto dos Santos, diretor da Geo Brasilis, empresa de inteligência territorial, planejamento estratégico e gestão ambiental prestadora de serviços para a concessionária, para apresentar a alavanca do desenvolvimento econômico das regiões do Sul Fluminense e Baixada Fluminense. “Dos investimentos prioritários, são 32 intervenções. Só a duplicação da Serra das Araras, em Barra de Piraí, irá gerar um valor estimado de quase R$ 2 bilhões. No total, serão mais de R$ 3 bilhões de investimentos e geração de quase oito mil empregos”, revelou José Roberto.

O diretor da Geo Brasilis enfatizou ainda que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) consultou o Ministério, que determinou não considerar aporte como opção para viabilizar os investimentos. “Se não podemos contar com o aporte público e nem com o aumento das tarifas, precisamos recorrer à expansão do prazo da concessão”, concluiu.

“Reuniões como essa, com qualidade no conteúdo e estratégias, são de extrema importância para buscarmos soluções para os problemas e a retomada do desenvolvimento. Não temos outra saída a não ser unirmos esforços. A parceria será fundamental para trocarmos informações e somarmos forças. Quem tem conhecimento tem o poder”, finalizou Rogério Lisboa.

Além dos prefeitos, os vice-prefeitos Júlio Gonçalves, de Paracambi, Renildo Brandão, de Mangaratiba, e Amaurildo Soares, de Seropédica, e os secretários Municipais de Trabalho, Emprego e Desenvolvimento Econômico de Nilópolis, Eduardo Amorim, de Desenvolvimento de Japeri, Luiz Barcelos, de Governo de Mangaratiba Roni Gonçalves, participaram do encontro.

Via FIRJAN
Reações: 

Poderá gostar também de

Rogério Lisboa 750297551907339449

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Rede Social

.

.

Popular

Recente

Comentários

Facebook

Google+

Receba matérias no seu e-mail

Arquivo do site

item