Julgamento de 'matador da Baixada' é adiado

Sailson afirma não se arrepender dos crimes (Foto: Reprodução / TV Globo) NOVA IGUAÇU -  Sailson José das Graças, rotulado de "s...

Sailson afirma não se arrepender dos crimes (Foto: Reprodução / TV Globo)

NOVA IGUAÇU - Sailson José das Graças, rotulado de "serial killer" da Baixada Fluminense, não mais será julgado nesta terça-feira (18). Ele iria ao Tribunal do Júri pelos assassinatos de Fernanda da Silva Hazelman e do bebê dela, Pedro Hazelman dos Santos. O julgamento foi adiado por determinação do juiz da 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu e Mesquita, a pedido do Ministério Público do Rio.

A denúncia narra que após invasão à casa das vítimas, Saílson teria asfixiado Fernanda, enquanto ela dormia. Já o bebê foi morto para impedir que o choro chamasse a atenção dos vizinhos. Sailson está preso desde dezembro 2014.

Quando foi detido, Sailson chamou atenção das autoridades e da sociedade pela forma como ressaltava o fato de ter supostamente matado 42 pessoas. Este número, porém, está bem além dos processos que ele responde na Justiça. São seis homicídios e quatro homicídios tentados. Exames médicos anexados aos processos atestam que ele não é doente mental.

Via G1
Reações: 

Poderá gostar também de

Polícia 6099940716531832843

Postar um comentário Default Comments

emo-but-icon

Rede Social

.

.

Popular

Recente

Comentários

Facebook

Google+

Receba matérias no seu e-mail

Arquivo do site

item